… boom!

“… e daí que eu apertei o gatilho?

No final, acaba sendo um suicídio com algumas vítimas ‘não-fatais’…”

Meu psicológico anda tão cansado, que até no sol eu sinto frio.
Não é febre, e falta. É fim… É sim.

#CurtindoDepressãoAdoidado!

Mas disseram pra mim que era importante acabar para poder continuar. Disseram que o amor sustenta. Que paixão atormenta…

Disseram tantas coisas que não quiseram dizer.

Disseram desculpa, também.

Disseram que ia ser pra sempre e não foi. Mas nada é. Nunca foi.

“As lembranças”…

E nem só de pão viverá o homem. Nem só de amor… Nem só de palavras guardadas pra si.

Ando negando. Ando em saldo negativo.

E hoje mesmo eu pensei, e disse… “2010 – o ano das realizações… 2011 – o ano do amadurecimento…”

E até parece bom, nesses termos, né? Quem disse que amadurecer é uma coisa fácil? Não é, mas tem que acontecer…

Porque crescer e aprender pra sempre…

(e eu tô precisando mesmo de um pouco de paz!)

Anúncios

#19#

… Estão procurando caos na própria paz, e paz no caos de qualquer um.

Eles não sabem procurar, tão pouco sabem o que estão procurando.

… “vai vendo”.

♪ I can’t get no satisfaction.

E você?


… Fast Car ♪♫

“… You got a fast car
I want a ticket to anywhere
Maybe we make a deal
Maybe together we can get somewhere

Anyplace is better
Starting from zero got nothing to lose
Maybe we’ll make something
But me myself I got nothing to prove

You got a fast car
And I got a plan to get us out of here
I been working at the convenience store
Managed to save just a little bit of money
We won’t have to drive too far
Just ‘cross the border and into the city
You and I can both get jobs
And finally see what it means to be living

You see my old man’s got a problem
He live with the bottle that’s the way it is
He says his body’s too old for working
I say his body’s too young to look like his
My mama went off and left him
She wanted more from life than he could give
I said somebody’s got to take care of him
So I quit school and that’s what I did

You got a fast car
But is it fast enough so we can fly away
We gotta make a decision
We leave tonight or live and die this way

I remember we were driving driving in your car
The speed so fast I felt like I was drunk
City lights lay out before us
And your arm felt nice wrapped ‘round my shoulder
And I had a feeling that I belonged
And I had a feeling I could be someone, be someone, be someone

You got a fast car
And we go cruising to entertain ourselves
You still ain’t got a job
And I work in a market as a checkout girl
I know things will get better
You’ll find work and I’ll get promoted
We’ll move out of the shelter
Buy a big house and live in the suburbs

I remember we were driving driving in your car
The speed so fast I felt like I was drunk
City lights lay out before us
And your arm felt nice wrapped ‘round my shoulder
And I had a feeling that I belonged
And I had a feeling I could be someone, be someone, be someone(x3)

You got a fast car
And I got a job that pays all our bills
You stay out drinking late at the bar
See more of your friends than you do of your kids
I’d always hoped for better
Thought maybe together you and me would find it
I got no plans I ain’t going nowhere
So take your fast car and keep on driving

You got a fast car
But is it fast enough so you can fly away
You gotta make a decision
You leave tonight or live and die this way… ♪♫

… Se eu pudesse explicar como eu entendo essa música, eu seria uma pessoa mais feliz.

Eu quero sempre mais. E mais… E mais…

… Nesse momento, só queria entender os sinais, receber as respostas e seguir o meu caminho sozinha – e feliz -, como eu sempre fiz.

!


… Pensamento solto #18

… When you believe in things that you don’t understand
Then you suffer [!]

… Superstition ain’t the way, yeh, yeh – ♪♫

Tá.

É exatamente isso. Não entendo!


… vai-volta-vem. Eu fui.

Um dia, você acorda e pensa “Hoje eu estou bem, e é assim que eu quero que as coisas continuem”… Aí, coisas ruins acontecem inesperadamente, até porque, ninguém em sã consciência vai esperar que coisas ruins aconteçam, certo?

O que fazer?

Duas opções:

1. Chorar!

2. … Pensar…

Fato, é que inesperadamente coisas ruins vão acontecer, elas acontecem.

Mas se revoltar pensando em quanto isso é injusto com a gente não adianta, e sendo infantilmente positiva, sonhadora, iludida, ou seja lá o que for… ‘Ainda bem’ que aconteceu agora, ‘ainda bem’ que eu acordei com o pé direito. ‘Ainda bem’ que estou em um bom dia. Porque assim, as chances de reverter a situação, e aceitar que nem tudo está perdido, porque as coisas só se perdem se a gente estiver querendo que ela se perca, são menores… Ou são maiores. Sâo boas chances…

Viver, é para os fortes… Sobreviver pensando em como poderia ser ‘se não fosse assim’, é para o resto!

Um grande beijo!


#17

“Tudo o que tiver de ser será”…

Será?

Estamos pagando um preço alto pra ver, uma vida inteira.

Nem tudo está, de fato, escrito, não acredito nisso. Tudo é mutável e, consequentemente, adaptável.
Se uma coisa não deu certo. Tentar outra não vai matar. E… “vai que dá… né?”

Estamos sempre tentando uma coisa nova [deveríamos tentar!!!]. Porque todas as coisas novas deixam de ser novas a medida que o tempo passa.

Parece óbvio falando assim. Mas quantas vezes você se deu conta disso?

Quarta-fail, mas feliz.

Tá tudo na minha cabeça…


♪♫ – “… tudo, tudo, tudo… é seu. É só querer… Você quer?”


… E

… é mais.

É sempre mais.

E ‘mais’, é o tipo de palavra que significa, mas não define.

Chacrinha já dizia que nessa vida tudo se copia, certo? Adaptando uma tal de Clarice Lispector… ‘O que eu procuro ainda não tem nome’…

É mais que liberdade, é mais que amor e vai além da idéia usual de felicidade… Até porque, a felicidade em si, é momentânea. O constante e eterno não [me] satifaz…

… É mais, bem mais. É uma doses de caos e uma dose de paz.

♪♫ But honestly…