50…

E se protege de tudo,

Mas ao mais singelo descuido,

Perde-se a espada,

… Perde-se o escudo.

♫ I got troubled thoughts
And the self-esteem to match
What a catch, what a catch…

Anúncios

E ainda estou confuso…

Só que agora é diferente (!)

… Estou tão tranquilo e tão contente.

Sabe, às vezes algumas coisas dizem tudo, mesmo que não digam absolutamente nada.

Não é um raciocínio lógico, mas há uma boa sensação quando se descobre que o inexplicável é mais sentido que direção.

♫ Já não me preocupo se eu não sei porquê.

Mesmo, mesmo!


Livroseando…

“… Não dá voz ao que pensares, nem transforma em ação um pensamento tolo.

Amistoso, sim, jamais vulgar […]

E sobretudo, isto: sê fiel a ti mesmo…”

Porque Shakespeare é vida!

And all the world will love you just as long
As long as you are… ♫


PS 47 (atrasado!)/49

Quem cala consente, apenas e somente isso (sendo redundante e enfática o bastante), o livre arbítrio à insanidade que reside em nossa mente.

Sendo assim, estou acertando meus atalhos. E eles costumam ser mais longos que os caminhos que desenham nos mapas.

😉

♫ We’ll fast forward to a few years later
And no one knows except the both of us.


E daquele dia em diante…

O óbvio se tornou complexo, e o contrário também.

Já conheço o protocolo desse processo.

♫ I think I know.
There is something I see in you.
It might kill me, I want it to be true.


How old is your soul?

… ♫

Viver um dia de cada vez.

Sem pressa.
Sem espera.

… Sem contagem regressiva.

Ninguém disse que seria uma tarefa fácil, mas é, com certeza, necessária.
Vamos acompanhar.

♫ I dare you to move like today never happened before.


48…

Se você não perguntar, você nunca vai saber.

Mas… E quando a gente tem medo da resposta?

♫ Like today never happened
Today never happened before.