Nobody said it was easy… II

Complicado, no mínimo. Nunca fácil.

Estive reabrindo gavetas daquele móvel não tão velho, mas que ocupa um bom espaço dentro da minha casa. Estive pensando em me desfazer daquilo, ou de dar nova utilidade. De lhe encher com novos artefatos. Mas não sei ainda se vale a pena, ou se seria melhor liberar o espaço… Também não sei se ter espaço significa ocupar com outro móvel, ou simplesmente ter espaço. E, se for o último caso, qual o sentido em ter ali um espaço vazio?

Já pensei até o problema nunca foi o móvel, e sim a casa. Seria melhor deixa-lá, para outro a habitar. Mas não se trata disso, nem é sobre o que quero falar.

Estou pensando em me mudar sim, em começar do zero minha auto organização, só porque é mais fácil, apesar se não ser.

Talvez, e nisso acredito bastante, sair e recomeçar em outro lugar não me apavore tanto, desde que eu tenha para onde voltar… Mesmo que isso não seja o plano… Talvez eu va, e volte. E o móvel tenha deixado espaço pra eu decidir como (ou não) reocupar.

Sei lá.

Anúncios