Sobre o amor (#v2015)

O amor romântico mesmo…

Tava pensando aqui, vendo esse monte de evento para “desnamorados” nas timelines da vida… Ouvindo um ou outro comentário… lendo um ou outro blog de menininha…

Qual o problema do dia ser dos namorados?

Ok, é uma data capitalista como todas as outras, mas… Ué, e daí?!

O pessoal se dói de graça por não “ter um” amor – nesse momento da vida – a ponto de se achar no direito de boicotar o romance alheio, é? Acho feio.

No final das contas, todos os adeptos a frase “o dia é dos namorados, mas a noite/diversão é dos solteiros” só estão procurando um pretexto pra conhecer outro solteiro, ou não é?

E mesmo que não seja… Por que ser tão pessimista sobre o romance alheio? Pra qué?

Eu sei. Já tive opinião contrária a essa de agora.

Já desacreditei no amor, tanto quanto quis “ter um” também – e isso quase ninguém sabe… É, até eu.

Hoje “meio que” admiro as pessoas que conseguem “amar” romanticamente. É bonito e, em épocas de Tinder, não é tão fácil… Ao contrário do que dizem por aí.

(8) they say love… Love is blind.

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s