26/10…

Saí do trabalho em busca de paz e sossego.

Cheguei na estação Luz, a caminho do meu lar atual, e era impossível chegar a qualquer lugar a partir de lá.

Desespero em ver tanta gente seguindo pelo mesmo caminho como se tivessem outra opção – não tinham.

Às vezes, é melhor buscar outro caminho.

Aprendi com a vida que entre sofrer pra chegar e esperar um momento melhor para continuar, a segunda opção é sempre mais indicada. Ainda que demore mais. Ainda que não seja um atalho.

Pois bem, com toda a minha pouca criatividade e ousadia, dei meia volta e avabei no mesmo endereço de sempre – exceto pelo lugar no balcão, tudo aconteceu como o de costume.

Agora, aqui, quieta no meu mundo, com a minha própria playlist, tentando entender o que me leva a sentar e pensar no exato ponto em que me encontro… Estar aqui me faz não sofrer por não ter pra onde ir.

Mas, ainda que não sinta nem falta de companhia… Isso me entristece.

Se me basto, não tá bom?

Não sei. Realmente não sei.

Espero que não.

She said, “I don’t drink” “But sometimes I need a stiff drink” “Sipping from a high, full glass” “Let the world fade away”

She said.

I do.

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s